BitcoinBlockchainCriptomoedas

A criptocorrência da Venezuela, Petro, não tem usuários, não tem investidores e não tem petróleo para apoiar

O petro provocou muito debate entre a comunidade de criptomoeda. Alguns acreditam que é um exemplo bem-sucedido de usar a tecnologia para criar ativos apoiados por recursos e contornar as sanções financeiras. Outros o consideram um golpe de um governo corrupto que já infligiu calamidades econômicas como a hiperinflação contra seus próprios cidadãos. É improvável que um novo relatório encerre esse debate, mas ajuda a esclarecer o que realmente está acontecendo, conforme relatado pela Reuters.

Ninguém foi capaz de fazer uso do Petro

Reuters: O petro da Venezuela não tem usuários, não tem investidores e não tem petróleo para apoiar

A agência de notícias Reuters divulgou um relatório especial da Venezuela, lançando sérias dúvidas sobre a viabilidade de seu governo nacional, o petro. Após uma investigação de quatro meses sobre o assunto, a agência não conseguiu encontrar usuários, investidores ou recursos prontamente recuperáveis ​​que respaldem a moeda. Além disso, o governo Maduro parece ser incapaz de explicar onde está o processo de desenvolvimento e seus esforços para promovê-lo estão em desordem.

Em contraste com as declarações do presidente Maduro de que o petro já arrecadou US $ 3,3 bilhões e está sendo usado ativamente para pagar as importações, um ministro do gabinete revelou que a moeda ainda não está pronta para o horário nobre. O Hugbel Roa, que supervisiona o Blockchain Observatory, do governo venezuelano, disse à Reuters que a moeda ainda está em desenvolvimento e que “ninguém conseguiu usar o petro… nem recebeu recursos”. Ele descreveu as transações baseadas no NEM como “Modelos antigos” e explicou que os compradores só fizeram “reservas” para a petro, mas ela não foi liberada.

US $ 20 bilhões em investimentos em falta

Reuters: O petro da Venezuela não tem usuários, não tem investidores e não tem petróleo para apoiar

A petro está atrelada ao preço de um barril de petróleo venezuelano e deve ser sustentada por reservas de petróleo em um bloco de 380 quilômetros quadrados conhecido como Ayacucho I, que o governo alega ter 5,3 bilhões de barris. Quer a alegação seja verdadeira ou não, grandes investimentos em infra-estrutura serão necessários para desenvolver a área remota para acessar qualquer óleo que possa conter e o governo venezuelano não está em condições de fornecer isso em seu estado atual.

Repórteres visitaram a cidade de Atapirire, localizada no bloco, e encontraram apenas estradas em ruínas, bombas antigas de petróleo abandonadas e moradores reclamando sobre quedas de energia e crianças famintas. E um ex-ministro do petróleo que serviu durante dez anos sob o comando do presidente Hugo Chávez e agora vive no exílio, Rafael Ramirez, estimou recentemente que custaria pelo menos US $ 20 bilhões para acessar as reservas prometidas. “O petro está sendo definido em um valor arbitrário, que só existe na imaginação do governo”, afirmou Ramirez.

Bitcoin news

___

Faça parte do nosso Canal VIP.
As melhores análises da atualidade.
Clique, acesse → http://www.bitcoinmove.vip e participe.
Conheça os resultados e leia depoimentos da comunidade.
·
Quer uma amostra do Canal VIP?
Canal FREE →  t.me/btcmove
·
Participe de nossa comunidade:
FÓRUM FREE → bit.ly/BitcoinMoveFree
·
Nossos serviços → www.BitcoinMove.com.br/servicos
·
Fale conosco:
E-mail: contato@bitcoinmove.com.br
Telegram: @bitcoinmove
+55.11.98205.1441

Comente e fortaleça a comunidade cripto no Brasil:
%d blogueiros gostam disto: