BitcoinBlockchainCriptomoedas

FEBRABAN explora tecnologia blockchain

A Febraban, Federação Brasileira de Bancos com mais de 120 bancos associados, está explorando e pesquisando ativamente a tecnologia blockchain.

A Federação publicou testes que foram realizados em diferentes plataformas, como a Corda , desenvolvida pelo consórcio bancário global R3 . Recentemente, foi anunciado o acréscimo de outro evento, o Cebretan Febraban, cujas conversações para começar em junho de 2018 serão sobre Inteligência Artificial, Aprendizado de Máquina, Blockchain, IOT e como essas mudanças podem rapidamente criar ou destruir um negócio.

Desde 2016, a Federação explorou o potencial do blockchain, criando o Grupo de Trabalho Blockchain no mesmo ano. O grupo é formado por membros do Comitê Executivo de Tecnologia e Automação Bancária – Banco do Brasil, Bancoob, Banrisul, Bradesco, BTG Pactual, Caixa, Citibank, Itaú Unibanco, JP Morgan, Safra, Santander, Banco Central, CIP e B3, uma nova empresa resultante da incorporação da BM & FBOVESPA e da Cetip. No ano passado, a Febraban também organizou seu primeiro evento blockchain focado no uso da tecnologia. Anunciou que a tecnologia blockchain aliada à Inteligência Artificial (IA) é o foco da instituição.

De acordo com uma pesquisa conduzida pela federação no ano passado, 65% dos executivos da indústria no Brasil disseram que suas empresas estudam a implementação de blockchain e 29% já avaliam análises e computação cognitiva ou experiências de IA.

Prova de conceito

Segundo a Federação, a primeira prova de conceito, chamada Fingerprint, utilizou a plataforma Corda e envolveu os bancos brasileiros Itaú, Bradesco e B3. O teste, desenvolvido no cloud lab da R3, criou um banco de dados com informações fictícias como nome, documentos oficiais brasileiros de identificação (CPF e RG), idade, endereço e telefone com armazenamento de documentos. O resultado comprovou a capacidade dos bancos de operar de forma colaborativa, com garantia de imutabilidade dos dados compartilhados, preservação da privacidade e rastreabilidade das informações.

A segunda prova de conceito (DNA) foi desenvolvida utilizando o Hyperledger Fabric , apoiado pela IBM, desta vez com a participação de todas as instituições do Grupo de Trabalho FEBRABAN. Os testes permitiram avaliar a capacidade atual das plataformas, as diferenças entre elas e aspectos relacionados ao desenvolvimento. O próximo passo é realizar um esquema piloto, que está em processo de ser estabelecido e será iniciado logo após a conclusão do DNA.

Além destes, segundo a Febraban, o banco Bradesco avalia plataformas em processos de back office e soluções para startups do programa InovaBRA. Uma das provas de conceito está relacionada a garantias em operações financeiras, como a criação de um aplicativo para se comunicar com todos os membros da cadeia – por exemplo, outros bancos específicos.

A Febraban revelou que o Banco Central do Brasil está utilizando a plataforma Ethereum para apoiar o Sistema de Transferência de Reservas (STR), um dos componentes do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB). A solução será implementada em caso de falhas de plataformas existentes, acrescentou a associação. “Os regionais poderiam trabalhar por meio de um sistema alternativo de transferência usando a tecnologia DLT”, explicou Aristides Cavalcante, vice-chefe do Departamento de Tecnologia da Informação do Banco Central do Brasil.

A Febraban também revelou que vem trabalhando com startups, entre elas o e-Wally, um portfólio digital que vem testando o Blockchain na comunidade de Paraisópolis, uma das menores regiões de baixa renda de São Paulo. A solução permite operações sem custo, como depósito, transferência e pagamento de contas, e permite que qualquer usuário leve o papel do caixa eletrônico, ganhando por taxa de transação, de acordo com o site de inicialização. Todas as transações bancárias são criptografadas com blockchain e permitem o gerenciamento e a auditoria de plataformas distribuídas.

CCN

. . . .

Faça parte do nosso Canal VIP no Telegram
As melhores análises da atualidade.
Acesse → bit.ly/RegistroBitcoinMoveVIP

Uma amostra do Canal VIP? Canal FREE →  t.me/btcmove

Participe de nossa comunidade:
Grupo FREE | FÓRUM → bit.ly/BitcoinMoveFree

Conheça todos os nossos serviços → www.BitcoinMove.com.br/servicos

Teve sucesso com uma de nossas análises? DOE:
BTC: 16Gb1i1x7ioaW2QtGCGKFapoD4CZRezAhz
LTC: LWgzt17pHrinyxU7rnRKshpvMvUFMoKS8c
ETH: 0xa02f8e619b77bb8E77180CC5E44Ab72C538d6cba
BCH: 1FJ2kBVYHmewHHFo4bTvQcJTSS3rgW3Q7R

Dúvidas? Fale conosco:

E-mail: contato@bitcoinmove.com.br
Telegram: @bitcoinmove
Facebook: https://www.facebook.com/bitcoinmove
Site: www.BitcoinMove.com.br

Comente e fortaleça a comunidade cripto no Brasil:
%d blogueiros gostam disto: